Conheça os benefícios do gerenciamento de identidade na blockchain

IDENTIDADE UNICA

Discussões sobre o gerenciamento de identidade na blockchain estão começando a ganhar cada vez mais espaço. Por isso, se você ainda não parou para pensar na exposição dos seus dados ao usar aplicativos e serviços digitais, este é um ótimo momento.

Em um mundo cada vez mais conectado e digitalizado, compartilhamos informações pessoais, profissionais e até financeiras com extrema facilidade, mas, muitas vezes, de maneiras não seguras. Nesse contexto surgem diversas questões relacionadas à violação de dados e privacidade.

Para se ter uma noção do tamanho desse problema, segundo o estudo de Fraude de Identidade de 2021 da Javelin Strategy and Research, os golpes de fraude de identidade alcançaram US$ 56 bilhões em perdas totais combinadas só no ano de 2020.

Essa grande cifra expõe a falha de sistemas de gerenciamento de identidade centralizados usados por empresas e governos em todo o mundo. Por essa razão, a tecnologia blockchain tem sido considerada a alternativa mais segura para este ponto com diversos benefícios, como você irá ver mais adiante.  

A era da identidade digital

Redes sociais, aplicativos de bancos, sistemas de gerenciamento e muito mais. A lista de aplicações digitais que solicitam a criação de perfis, com dados pessoais, como nome, data de nascimento, localização, e-mail e outros é extensa.

E é justamente assim, fornecendo seus dados para utilizar serviços disponíveis na internet que uma identidade digital é construída e possibilita que você utilize diversos recursos, como serviços bancários e de delivery, por exemplo.

Portanto, refletir sobre as condições que implicam o gerenciamento de identidade vem sendo discutido mais profundamente, uma vez que o cenário digital continua em constante evolução.

Quais problemas a blockchain pode resolver?

Quando falamos sobre gerenciamento de identidade, a tecnologia blockchain se mostra como uma forte opção para resolver variados tipos de problemas de identidade. Os mais discutidos atualmente são:

1.    Inacessibilidade

Estima-se que mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo, especialmente os mais pobres e refugiados, não tenham qualquer prova de identidade física ou digital. Atrelado a esta questão há uma série de problemas, como a impossibilidade de acesso a serviços financeiros, por exemplo.

Porém, ainda assim uma parcela de pessoas sem acesso a serviços bancários possuem smartphones. Ou seja, existe uma aposta para que a tecnologia blockchain seja a resposta mais efetiva para essa questão, a partir de soluções de identidade móvel.

 2.    Identidades falsas

Como já falamos, o ponto central da discussão sobre gerenciamento de identidade digital tem sido o aumento de identidades fraudulentas. Um ponto importante é que aplicações que utilizam dados pessoais, muitas vezes, deixam estas informações expostas na rede, sem qualquer tipo de proteção adequada.

Além disso, a associação entre identidades offline e digital são consideradas fracas e altamente propícias a fraudes.

3.    Falta de segurança de dados

Grandes bancos de dados de governos ao redor do mundo ainda possuem todas as suas informações centralizadas, o que constantemente desperta o desejo de ataques cibernéticos por hackers.  

Blockchain e o gerenciamento de identidade digital

A tecnologia blockchain no gerenciamento de identidade digital proporciona condições viáveis ​​para melhorar a segurança, transparência e controle sobre os dados. Ou seja, apresenta uma barreira inviolável para hackers e golpistas que tentam se apropriar de identidades.

Além da proteção de informações, a blockchain ainda permite um gerenciamento mais rápido de documentos.  

Basicamente, cinco pilares suportam soluções de gerenciamento de identidade digital baseadas em blockchain:

  • Confiança: o caráter descentralizador da blockchain permite que vários nós (rede de servidores) verifiquem a autenticidade dos dados;
  • Segurança: mantém os dados criptografados e imutáveis;
  • Simplicidade: redução considerável de tempo e esforços manuais para a emissão da identidade;
  • Integridade: identidade em diferentes nós da rede de servidores com atualização constante dos dados;
  • Privacidade: combinação de assinatura digital com criptografia de blockchain, impossibilitando a violabilidade.

Vantagens do gerenciamento de identidade na blockchain

Agora que você já entendeu todas as questões atreladas ao gerenciamento de identidade e como a tecnologia blockchain se mostra uma alternativa altamente recomendável, é importante também conhecer as vantagens que ela apresenta.

 1.    Alívio do complicado gerenciamento de identidade baseado em papel: resolve problemas que envolvem a perda de originais em papéis.

 2.    Verificação de ID mais fácil: análise de identificação sem silos e sem processos manuais prévios.

3.    Gerenciamento de identidade do usuário do sistema IoT: usuários devem ter controle total sobre como seus dados são usados em dispositivos habilitados para IoT (Internet das Coisas).

 4.    Identidade auto-soberana: usuários possuem e controlam totalmente sua identidade digital.

5.    Soluções de login não custodiais: segurança das credenciais de login em soluções descentralizadas.

6.    Soluções descentralizadas de identidade na web: usuários não têm suas atividades rastreadas, nem tão pouco precisam fornecer informações pessoais para acessar serviços na internet.

 7.  Melhores salvaguardas para infraestrutura crítica: limitação a potenciais ataques.

É importante lembrar que com a nossa dependência cada vez maior aos serviços e produtos digitais a descentralização, transparência e consideráveis atributos de segurança da blockchain garantem a privacidade dos nossos dados. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *